AO VIVO
Menu
Busca quarta, 14 de abril de 2021
Busca
Florianópolis
26ºmax
18ºmin
Correio
Geral

Chuva provoca alagamentos e queda de energia elétrica em SP

Foram registradas dez quedas de árvore e corte de energia em Tremembé, Santana e Vila Prudente

19 outubro 2020 - 19h15

A forte chuva que atinge a cidade de São Paulo na tarde desta segunda-feira (19) provoca quatro pontos de alagamento, de acordo com informações do CGE (Centro de Gerenciamento de Emergências). 

O único ponto intransitável estava na rua Chico Pontes, na altura da Avenida Guilherme, na região da Vila Guilherme, na zona norte da capital. 

Na região central, a avenida Rio Branco estava algada no sentido centro, na altura da rua General Osório. Na zona leste, havia dois pontos transitáveis. Um deles estava na avenida Celso Garcia, sentido bairro, na altura da praça Major Guilherme Rudge. O outro na rua Doutor Luiz Ayres, sentido centro, na altura do túnel Águia de Haia. 

As zonas norte e leste e a região da Marginal Tietê entraram em estado de atenção por volta das 15h30.

Queda de árvore

Uma árvore caiu em cima de uma casa na Rua Eli, na região da Vila Maria, zona norte de São Paulo, por volta das 16h30. Não houve vítimas. De acordo com o Corpo de Bombeiros, entre 15h40 e 17h28 houve, ao todo, dez chamados de queda de árvore na cidade.

Região Metropolitana

O temporal atingiu Osasco, Guarulhos e  Carapicuíba deixando várias pessoas ilhadas 

Trânsito

Segundo a CET (Companhia de Engenharia de Tráfego), motoristas enfrentam 3 km de lentidão nas zonas norte, leste e sul. A região central tem 1 km de lentidão, e não há nenhum ponto de tráfego intenso na zona oeste de São Paulo.

Ainda conforme a CET, a via expressa da Marginal Tietê tem lentidão de 2,8 km no sentido Ayrton Senna-Castelo, e no sentido oposto há 1,6 km de lentidão. A Marginal Pinheiro tem trânsito de 1,4 km na via expressa sentido Castelo-Interlagos.

Energia elétrica

As regiões de Tremembé e Santana, na zona norte e da Vila Prudente, na zona leste, tiveram o sistema de energia elétrica mais afetado pelas chuvas, de acordo com a Enel. Em nota, a companhia informa que por conta de danos provocados por queda de árvores e outros objetos, "todas as equipes de campos da concessionária foram mobilizadas e estão atuando para restabelecer o fornecimento de energia o mais breve possível para os consumidores impactados".  

Aeroportos

O Aeroporto Internacional de Guarulhos e o Aeroporto de Congonhas operam normalmente apesar das chuvas. Nenhum voo foi afetado.

*Agências