AO VIVO
Menu
Busca quinta, 24 de junho de 2021
Busca
Florianópolis
22ºmax
16ºmin
Correios Celular - Mobile
Geral

Mar avança sobre casas no Morro das Pedras, ressaca preocupa moradores e prefeitura de Florianópolis

09 junho 2021 - 13h56Por Priscila Carolina Dalagnol

A situação dos moradores do Morro das Pedras, em Florianópolis, continua tensa. A apreensão se deve à ressaca que atinge a região há mais de um mês. Nesta terça-feira (8) a Defesa Civil de Florianópolis intensificou os trabalhos de monitoramento e contenção, junto a iniciativas particulares de proprietários dos imóveis, para tentar minimizar os impactos da maré nas construções à beira mar. 

Segundo levantamento do órgão, até agora 14 propriedades foram atingidas e 11 estão interditadas. A preocupação é com o risco iminente de desabamentos e a evacuação das residências. 

Para tentar contornar o problema, geobags foram instalados na encosta das construções, uma espécie de sacos de areia, adequados para a contenção das ondas e a erosão marinha.   

Além disso, a comunidade busca autorização judicial para a tomada de novas medidas de segurança, paliativas ou não, tendo em vista a presença de escombros, a possiblidade de danos ambientais na faixa de areia e áreas consideradas de marinha. 

Depois de uma decisão favorável do Tribunal Regional Federal da 4ª Região, permitindo atividades emergenciais para preservar uma das moradias na região (a um morador que entrou com o pedido judicial), uma reunião está prevista para esta quinta-feira (10), com a prefeitura. De acordo com a Justiça, o poder público tem 10 dias para tomar as providências necessárias para garantir a segurança de habitantes e frequentadores e, ao mesmo tempo, evitar ao máximo os danos ao meio ambiente, sob pena de multa diária de R$ 1 mil em caso de atraso nas medidas.

Moradores contabilizam prejuízos

Moradores contabilizam prejuízos. Foto: Defesa Civil.